PSICOLOGIA DO EMAGRECIMENTO

PSICOLOGIA DO EMAGRECIMENTO

psicologia do emagrecimento

psicologia do emagrecimento dicas

Clique AQUI para assistir ao Vídeo Completo de Apresentação do Curso Fórmula do Emagrecimento Definitivo!

psicologia do emagrecimento – quando a gente fala em procurar ajuda de um psicólogo para emagrecer muita gente pensa que se como vai tratar só da ansiedade a e como pura ansiedade estou ansioso como e então psicólogo vai tratar disso vai evitar que ocorra uma ansiedade também mas existe uma série de outros aspectos envolvidos aí no comportamento de comer né da economia ainda é necessário que o psicólogo também atua vamos falar sobre isso agora vamos lá colegas ou procure um psicólogo pra tratar o emagrecimento para ter com essa meta terapêutica que o psicólogo vai avaliar e trabalhar o que possivelmente o psicólogo vai avaliar e trabalhar porque fala possivelmente porque cada caso é um caso e psicólogo vai ver qual é a sua necessidade e vai caminhar dentro aí do que seria bom pra você mas o comando de uma forma geral até de uma forma que eu trabalhava né em primeiro lugar ele vai investigar junto com você se você quer ficar magro ou se você quer emagrecer uma coisa é não ficar magro é uma coisa ok quero me olhar no espelho é bonito emagrecer significa o processo você quer entrar nesse processo você quer é entrar no esforço você quer pagar o preço né para emagrecer ou seja fazer o que tem que fazer é deixar de fazer o que vai ter que deixar de fazer você se incomoda em talvez limitar alguma coisa mudar alguma rotina se incomoda em se esforçar pra isso se você fala não me incomoda então não mora primeiro passo dado segundo se quem emagreceu e emagrecer emagrecido parece que também é normal é a mesma coisa quando eu vou em alguém para emagrecer essa pessoa vai me ajudar eu vou tá sendo emagrecido não se você tem essa expectativa de que eu quero ser mal agradecido é eu fico pensando naquelas pessoas que procuram uma coisa gostosa tinha pra ter um resultado no programa massagem massagem é muito gostosa né muito bacana relaxa naquele momento mas nem sempre é uma coisa é que vêm de fora né que emagrece e nem remédio remédio à grécia mas essa quantia está tomando remédio e muda-la o seu o metabolismo seu organismo mas vai precisar da sua ação também nesta você não dá alguma coisa em você no seu comportamento o seu padrão de pensamento a hora de separar o remédio vai voltar tudo nem cirurgia quantas enquanto as pessoas que a gente já não viu por aí que depois que fez a cirurgia reduzir o estômago ou seja toda a parte biológica da fome é do tamanho do estômago tudo aquilo foi alterado mas a parte comportamental e emocional continua igual então precisa sim trabalhar o aspecto psicológico emocional e comportamental quando a pessoa quer ter ou quando a pessoa tem muita dificuldade não está conseguindo sozinha né outro ponto importante é avaliar o ganho secundário muitas vezes a pessoa tá num homem num excesso de peso e tem uma vantagem nisso por incrível que pareça mesmo que ela quem emagrecer existe em paralelo com os processos ocorrendo e de uma certa vantagem por exemplo pessoas que cuida de você que dão dicas e fazem comidinha da arte de repente você fica lágrimas ele vai ter essa pessoa que te dando todo esse carinho nessas e aconchego pessoas também demonstrando o quanto você é importante quanto estão te animando e colocando pra frente quando você está no excesso de peso tão é de te colocando então te dando facilidades né por você está no excesso de peso a não você é é café pequeno sei lá alguma coisa assim quando você não está justificando outras dificuldades nem a eu tenho dificuldade em ter um relacionamento em paquerar mas eu sou gordo então parece que ele está ou entrar na paquera é uma vantagem então enquanto continua o excesso de peso como justificando por que que eu não entro nesse mundo é dos relacionamentos não que toda pessoa gorda seja limitada nos seus relacionamentos nem vão continuar a demora de pessoas é muito felizes mas existe uma parcela de pessoas que usa assim do excesso de peso com uma desculpa para aguentarem relacionamentos a comida pode ter servido como um agrado por uma vida sem insatisfação né pode ser não tem muita graça no trabalho não tem muita graça nos amizade da família essa na comida é uma coisa gostosa que caía mão né então lá eu vou abrir mão da única coisa que eu sozinha bacana da minha vida é uma coisa ser analisada antes de entrar no processo de emagrecimento já entra filme né eliminar essas essas coisas o outro passo aceitar que existe o problema é que tem gente que até que a emagrecer por um mapa pensamento racional a eu sei que eu tô com diabetes eu sei que eu me canso muito eu sei que estou com problemas físicos e orgânicos por conta de excesso de peso mas a pessoa ainda não sentiu aquilo emocionalmente ele sentiu na pele não está totalmente consciente de que existe um problema enquanto a pessoa não estiver consciente de que precisa mudar alguma coisa de que tem um problema ela não vai fazer muita coisa para mudar a situação atual é né agora um outro passo se conscientizarem saber que o mais gostoso atrai e nem sempre mais gostoso é o que você precisa né a gente sabe que produtos industrializados principalmente têm intensificado de sabor tem uma quantidade a mais de saúde açúcar e de gordura o que a gente precisa tratos e você come mais e mais até do que precisa então ter essa consciência é muito importante para você conseguir o que está e avaliar um gostoso verso saudável né isso aqui não é tão gostoso mas é saudável então tem acaba se tornando gostoso por saber pela consciência de que aquilo tarde fazendo bem ampla como é vício pode ser visto assim em alguns casos pode ser analisado e trabalhado como um vício porque quer vício é uma satisfação imediata que vem rapidamente em curtíssimo prazo e você precisa de repetir essa dose pra ter o mesmo nível de satisfação ea síndrome de abstinência quando você tira então a comida pode entrar sim nesse esquema difícil onde a pessoa tem uma satisfação imediata muito rápida de botão doce na boca a sensação também problema começou de ti né ea sensação de precisar de cada vez mais amanhã é um sorvete e amanhã deve ser de 2 depois vai precisar de um pacote inteiro e se não tiver sorvete vai ter que levantar no meio da noite e sair para comprar na padaria e isso caracteriza são os sinais não pode ser caracterizado que ele falava são sinais de que pode ser um vício porque quando os sinais porque o diagnóstico tem que ser feito com o profissional né ele aqui te dizer exatamente o que se passa com tigo fator positivo que seus pensamentos nem pensamentos automáticos que peguem da pessoa emagrecer né pessoas que pensam assim assim não acontecer vou perder todas as roupas bacanas que eu tenho aqui enquanto d eu gastei nisso né ter que sair gastar mais dinheiro ou ter que deixar de usar essas roupas bonitas que eu tenho aqui né é mesmo a lei tanto não escolherá em poder ter mais isso aqui é bacana pra comprar ou então outro pensamento é no rodízio a né eu não vou dizer comer pouquinho em uma festa e comer um pouquinho e desperdício né citá la tem como bastante que desfrutar esse pensamento automático que impede que a pessoa emagreça ou aquela pessoa que quer que a emagrecer até na hora que chega um prato de comida baiana na frente dela não será destinada também assim acabou de comer volta ou pensamento tiro na cara eu precisava emagrecer 5 tem pensamento que eu não vi muita gente falar olha porção pequena coisa de gente com dura né ou então quando você vai na casa de uma pessoa e ela te oferece som pequim você fala nossa foi muito mal recebido lá e me oferecer não só um negócio que nunca disquinho na cabeça aquela refeição são pensamentos que impede de emagrecer são pensamentos muito focado sair na comida comida comida e uma vez eu ouvi uma entrevista do ney matogrosso pela fia datas tempo olha 23/2010 perguntar pra ele por ser muito magrinho perguntar pra ele fazer higiene e eu anotei a resposta dele e achei uma coisa que é ele quem tem o pensamento que não está voltado para a comida quem se esforçou por tirar o pensamento da comida e pensar no corpo que quer ter o que ele respondeu ele falou ‘não faço regime não eu gosto de optar por parar de comer quando eu percebi que eu já em gerir o suficiente o ideal eu já comi ele fosse então gosto de sair da mesa né mesmo que eu posso comer um pouco mais mesmo que eu tenho na política comendo mais e porque é que as pessoas saem da dieta né é muita gente fala que assim não comia nem percebi nossa casa comendo quando fui ver acabou conta de sorvete mas percebi é que chegou até o fim ea psicologia fala que encomendam é tão voltaram assim não você tem um pensamento na consciência mesmo que não tão consciente enfim acho que a palavra consciência tem um pensamento que envolve o ato de comer e uma prova disso tem uma autora judith beck que tem um livro bacana né sobre sobre emagrecimento sobre terapia para investimento e ela coloca que se se colocar na frente da televisão distraidamente tem que falar estava vendo televisão e perceber o quanto estava comendo se colocar na sua frente um extrato de bolacha e um prato de papelão você não vai comer governo né então isso é prova de que não é tão inconsciente assim você escolheu a bolacha na hora que você escolhe tem toda uma escolha de comer né então o que a terapia faz é trabalhar com esses pensamentos automáticos trabalhar tua consciência trabalhar que você identifique os gatilhos identifique o gatilho biológico que é o vazio no estômago com identificativo ambiental que a visão de comida ver outras pessoas comendo pode ser um gatilho para te fazer comer também negativos mentais que seus pensamentos sobre comida né até na hora do almoço é preciso comer não necessariamente que está na hora de você precisa comer na hora do almoço muitas vezes é 11 uma coisa estabelecida por si pelo seu horário de trabalho mas o horário de almoço nome é tão rígido assim se você tem flexibilidade é meio dia você não tá com fome no meio dia deixe pra comer alguma é claro que nenhum regime mesmo com um psicólogo vai te orientar e incentivar a deixar de comer pular refeições tudo dentro do acompanhamento com o médio com um nutricionista que te fala o do que é bom para o físico para o corpo o psicólogo vai trabalhar a parte comportamental a parte emocional e dentro do emocional cá isso de olhar um relógio sente fome o que te dá forma ao seu corpo em um relógio o relógio um gatilho mental ou então lembranças né a gente come por lembranças positivas de uma vez que como tal coisa numa situação muito bacana e você ficou muito feliz inconscientemente a gente quer ficar a felicidade de volta e repete a ingestão do alimento né com a expectativa de ter sempre aquela felicidade ou então é memória negativa né situações em que você passou fome que num não estava muito legal por algum motivo e pra não ter que ela necessita prova ele está a privação né come bastante comum além do necessário para evitar emoções negativas que já teve um momento e também sim também se cobra por tensão também se come por ansiedade por tristeza por solidão por uma série de fatores que aí sim é uma forma de compensar como falei não é claro no começo do vídeo não é só por isso que a gente come mas também é um aspecto de suprir necessidades emocionais através de um agrado passeou nec está aí trator geladeira está no seu armário está no bar da esquina na lanchonete na padaria tá facinho néel acesso a comida é muito fácil então é a gente sobre né com agrados uma emoção não muito legal a psicóloga trabalho também os aspectos cognitivos a confusão entre forma e vontade de comer que é muito diferente fome até o corpo está dizendo à vontade comentou a cabeça que está dizendo por outros motivos que não há necessidade corporal a intolerância fome é o desespero por comer na hora que senti fome é uma coisa que não é muito legal necessário é a gente tem uma certa intolerância alguns desconfortos e aprender a lidar com a intolerância fome também é um passo bacana pra gente aprender a lidar bem com a comida esse é um exemplo está no sapato apertado numa festa que está muito bacana que está muito divertida quantas e quantas vezes a gente namorou um pouco aquele sapato apertado se for um apertado dentro do suportável óbvio né mais um pouco pra ficar um pouco mais na festa aí né foi aliviar os pés depois então por que a gente não pode também dar uma seguradinha mesmo que a fome seja verdadeira não seja a vontade de comer é segurar um pouquinho para administrar o dia para administrar melhor a sua refeição desejo de se sentir saciado que aquela coisa aquela sensação que tem está associado não posso sentir fome é isso é uma coisa que você come trabalhar bastante também o desempenho em campo com ganho de resumo a pessoa que está fazendo regime mas sei lá por algum motivo uma semana ela a idéia de perder peso ela ganhou e aí ela diz cama tudo para já que eu vou ganhar peso – me esforçando então que se dane vou jogar o gene fora e vou fazer o que eu quero o psicólogo que trabalha com isso com esse desânimo de que não nem sempre o corpo da gente reage da mesma forma nem todas as pessoas reagem do mesmo jeito é e aí entra no último item que o foco nem justiça a pessoa que se sente muito mal porque a colega o vizinho parente e come feito maluco e não engorda e isso acontece acontece a gente engorda porque come mas não há nem sem ter comida engorda não pra não é pra todo mundo pessoas têm metabolismo diferente e do metabolismo diferente em cada um reage de um jeito então aceitar que as pessoas têm diferenças em que você vai precisar de um ritmo diferente de controle da alimentação que a outra pessoa é um passo bastante importante a aceitação das diferenças em tal o seu ritmo e metabolismo um ponto importante também psicóloga trabalha com você é a questão do exercício físico haveria o exercício físico mas a parte física é do psicólogo a parte de dar o exercício não mais de aderir ao exercício sim porque a gente sabe que emagrecer tem a ver com ingerir menos e gastar mais e pra você gasta mais e precisa ter o ânimo foco a vontade de ir lá e fazer isso há estratégias pra quando você não estiver tentando comer ou psicólogo trabalhar estratégias para quando você está louco de vontade de comer para quando você não está com nenhuma vontade de comer porque também é um momento importante trabalhar quando você não está com vontade de comer é aproveitar esse momento em que você não está com ela disse que nunca na luta com a comida pra você é reforçar o que pra você importante reforçar o que você vai ficar mais feliz é quando se olhar no espelho você vai melhorar sua glicemia você vai melhorar sua pressão sanguínea seu colesterol vai ficar mais bacana você vai estar menos propenso a pegar uma diária tema diabetes tipo 2 você vai ter mais resistência vai ter mais energia e força isso colocar isso né de uma forma mais constante mais repetida na hora que você não está na luta que ajuda a hora que a luta aparecer né a luta de quando você tá ali brigando com a vontade de comer e e você sabe que você não pode em alguns algumas técnicas do psicólogo ele pode dar 14 enfrentamentos prazos para a pessoa tem na mão para ela ler pra ajudar ela a se manter no foco dela que pode ser um elogio disse né você cedeu à tentação de comer uma coisa que você não precisa se deu os parabéns é ter a frase olha direto em primeiro lugar faça exercícios diga ‘não’ para alimentos e sttrans alimentos que você não precisa enfim frases que te ajudam tudo isso tô dando como possibilidades não vou dizer que se você entrar num dos nossos psicólogos para tratar os seus agradecimentos exatamente isso que ele vai trabalhar com você porque você fala que vai analisar toda a necessidade o teu caso o quê está precisando e vai fazer uma coisa que é sua pra você precisando da gente de opinião do psicólogo para isso conte conosco obrigada.

psicologia do emagrecimento

PSICOLOGIA DO EMAGRECIMENTO
?>